Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

VdA recebe o prémio do júri, dos troféus Luso–Franceses 2017

29 de Setembro de 2017, Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa

Após ter sido nomeada para o Troféu Desenvolvimento Sustentável, a VdA recebe o prémio do júri atribuído pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa.

Este prémio, que apenas é atribuído quando o júri assim o entende, visa premiar o dossier de candidatura de uma empresa que se destaca nas várias vertentes das diferentes categorias de troféus, tendo o ano passado sido atribuído à Amorim.

Este ano é atribuído à VdA de maneira a premiar o dossier de candidatura, cujo júri considerou bem instruído em todas as áreas, reunindo assim todos os critérios considerados essenciais, e também pela originalidade de a VdA ser uma empresa de prestação de serviços.

A candidatura ao Troféu de Desenvolvimento Sustentável 2017 da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa foi motivada pelo desejo de divulgar boas práticas em matéria de sustentabilidade social e ambiental.

O sector jurídico não se inclui, tipicamente, entre os sectores que podem assumir um papel protagonista nestas matérias. Contudo, a VdA acredita que os advogados são intermediários incontornáveis no acesso à justiça e, nesse sentido, uma firma de advogados não pode descomprometer-se de apoiar organizações sociais e/ou camadas mais vulneráveis da população. Por outro lado, é imprescindível ter implementadas medidas inovadoras que permitam compensar e minimizar o impacto ambiental negativo que decorre da sua atividade (tais como, os elevados consumos associados aos transportes, de papel e energia).

Por estas razões, há nove (9) anos a VdA criou o seu Programa de Responsabilidade Social Corporativa, incentivando à participação ativa dos seus colaboradores e, em 2016, constituiu a Fundação Vasco Vieira de Almeida, com vista a dar continuidade ao paradigma de intervenção cívica, social e cultural do sócio fundador da VdA, Vasco Vieira de Almeida e para aprofundar o compromisso de responsabilidade social e ambiental da firma com a comunidade.

A candidatura ao Troféu de Desenvolvimento Sustentável foi apresentada na expectativa de que a visibilidade associada a esta iniciativa dê a conhecer o papel e o contributo que as sociedades de advogados podem dar em matéria de sustentabilidade, contagiando e inspirando os nossos pares a adotarem e a irem mais longe no conjunto de medidas que desenvolvam neste contexto.