Numa entrevista dada à LUSA, Matthieu Le Roux e Rui Amendoeira, respetivamente sócio e of counsel da VdA, fazem um overview sobre o mercado e sobre a expertise da VdA na assessoria jurídica a empresas internacionais na África lusófona e francófona, sobretudo nos setores da energia, financeiro, construção e infraestruturas.

Matthieu Le Roux, sócio responsável pelas jurisdições OHADA, afirma que os clientes “não estão só num país, por isso faz sentido ter equipas de advogados de língua portuguesa e francesa e outros parceiros locais para trabalhar nestas jurisdições”. Afirma ainda que, além da África lusófona "há muitas oportunidades" para as empresas portuguesas nas geografias francófonas, apontando os setores das infraestruturas, novas tecnologias, agricultura como os de maior "potencial de crescimento" e distinguindo o Senegal entre os países mais "interessantes".

Rui Amendoeira, advogado especializado na área petrolífera ('oil&gas'), que lida com questões jurídicas e regulatórias desta indústria em diversas regiões de África, vê com otimismo o negócio nos países africanos, nomeadamente em Angola, elogiando os esforços de diversificação da economia que "estão a dar resultados" a vários níveis, nomeadamente a produção alimentar.

Media: