As empresas, a nível global, estão a sentir os efeitos do surto do Coronavírus (COVID-19). As empresas com presença na Guiné Equatorial não são exceção. O primeiro caso de COVID-19 foi diagnosticado a 13 de março de 2020. No entanto, o País já estava a adotar várias medidas para prevenir a propagação da COVID-19 desde antes dessa data, tendo continuado a gerir o surto, adotando, para tanto, inúmeras medidas para mitigar o impacto do mesmo na economia do País e fomentar o bem estar social. É inquestionável que as implicações do surto são amplas e complexas e que o atual contexto suscita questões jurídicas com um impacto profundo nas empresas de diferentes setores, bem como na sociedade em geral. Estamos empenhados em focar os nossos conhecimentos e experiência em ajudá-lo a navegar pelas questões jurídicas que vão surgindo neste contexto.